fbpx

blog

Geral

Quais as melhores formas de pagamento para alavancar vendas no varejo?

17/09/2021

Sua loja já saiu no prejuízo por que não conta com meios de pagamentos realmente confiáveis? Esse é um problema que pode custar a existência da sua empresa. 

Administrar bem as formas de pagamento é uma parte muito importante para o sucesso da gestão financeira do seu negócio de varejo. 

É importante destacar que uma gestão de meios de pagamento efetiva deve levar em consideração o lado da empresa, e o lado do cliente. Caso contrário você pode perder vendas ou deixar de receber pelos produtos comprados ou pelos serviços realizados. 

Quer entender melhor como ter uma gestão mais efetiva evitando prejuízos no seu negócio? Então continue sua leitura e aprenda mais sobre formas de pagamento e realizar a gestão deste processo da melhor maneira, conferindo os tópicos:

Formas de pagamento mais utilizadas pelos micro e pequenos empreendedores
Quais os melhores sistemas de cobrança para clientes?
Se adapte conforme seu cliente!

Formas de pagamento mais utilizadas pelos micro e pequenos empreendedores

Formas de pagamento mais utilizadas pelos micro e pequenos empreendedores

Um estudo mostrou que o dinheiro continua sendo uma das formas de pagamento mais aceita pelas micro e pequenas empresas, já que quase 98% dos empresários trabalham com este meio.

No entanto, é preciso considerar que houve uma queda no uso do dinheiro vivo nas pesquisas de 2019: apenas 25% da população segue utilizando as cédulas e moedas nas compras, em comparação com os 40% da pesquisa anterior de 2015.

Já os cartões de débito e crédito vêm ganhando cada vez mais espaço: 75,4% e 74% respectivamente. No comércio, esse número é ainda maior: cerca de 8 em cada 10 estabelecimentos trabalham com este formato de pagamento. 

Além disso, 39% dos empresários disseram que o cartão de crédito é a forma mais comum de recebimento do pagamento de seus clientes.

Outras formas de pagamento mais aceitas pelos empresários, e consequentemente para os clientes, são os cheques, representando 44%. Já o depósito em conta ou transferência bancária ocorre em 37,9% do casos e o boleto bancário  em 32,6%.

De acordo com o IX Relatório de Tendências de Meios de Pagamento da Minsait, publicado em 2020 na Veja, os brasileiros triplicaram o uso de pagamentos pelo celular, saltando de 8% em 2018 para 21% em 2019.

Essa categoria inclui os pagamentos “in-app”, como aqueles realizados nos apps iFood e Uber, os pagamentos com QR Code e os pagamentos por aproximação (contactless).

Os números acima confirmam a tendência de digitalização dos pagamentos e as mudanças no perfil do consumidor brasileiro, que está mais à vontade com o uso do dinheiro financeirizado (cartões de débito e crédito, PIX, link de pagamento).

Quais os melhores sistemas de cobrança para clientes?

Quais os melhores sistemas de cobrança para clientes?

Transferência bancária

O grande benefício da transferência é que o pagamento cai rapidamente em sua conta e garante que o cliente compre mesmo sem ter dinheiro em mãos. 

Contudo, é aconselhado só contar essa opção se já possuir uma conta corrente empresarial. Se você oferecer sua conta pessoal dá a impressão de falta de profissionalismo, o que gera insegurança e pode até custar algumas vendas a menos.

Dinheiro em espécie

Como este método de pagamento não adiciona taxas e outras tarifas, muitos empreendedores utilizam o dinheiro em espécie como oportunidade de aplicar descontos aos clientes, fazendo o famigerado “desconto à vista, no dinheiro” que ajuda a impulsionar as vendas que não sejam à prazo.

PIX

Desde novembro de 2020, o Banco Central Brasileiro aprovou o sistema de pagamentos PIX. Para utilizá-lo é necessário apenas criar uma chave através do aplicativo do banco. 

Através do celular, seu cliente realiza pagamentos em segundos e o dinheiro chega na sua conta de forma tão rápida quanto a execução da compra.

Boleto bancário

O boleto é excelente porque as taxas são baixas e ainda costumam sofrer reduções conforme o número de boletos emitidos por mês – quanto mais emissões, menores são as taxas. 

Contudo, é importante pesquisar o CPF do cliente para saber se ele é um bom pagador antes de oferecer essa opção. Ou, permitir que apenas clientes fidelizados com um bom histórico possam escolher essa opção. 

Cartão de crédito

É um dos meios de pagamento mais utilizados no Brasil. Sua desvantagem é que ele sai mais caro para as empresas. Entretanto, não dá para escapar, muitos dos seus clientes provavelmente só irão concluir a compra se houverem opções de parcelamento.

Cartão de débito

A sua taxa é menor que a dos cartões de crédito. Os clientes costumam utilizar o débito para pagar compras de valores baixos/médios ou mesmo quando já atingiram o limite de crédito, por isso se você tiver um negócio de custo baixo, garanta sua máquina para débito.

Cheque

Não é mais tão usado quanto antigamente, mas ainda existe e por isso você deve considerá-lo. Sua vantagem é que ele não possui taxas de administração, o que é um ponto positivo tanto para empresas quanto para os clientes. 

É claro que sempre existe a possibilidade de receber um cheque sem fundos, por isso avalie bem os prós e contras antes de aceitar essa forma de pagamento. Vale a pena avaliar o histórico de pagamento do cliente para averiguar se é válido oferecer o formato. 

TED ou DOC

Tanto por TED quanto por DOC, ambos são formas de recebimento seguros. A sua atenção deve estar voltada para evitar o envio de números da conta com erros e também confirmar se o comprovante de pagamento do cliente é real, ou seja, se o dinheiro realmente caiu na sua conta. 

Conforme o banco ou o horário da transação, podem demorar mais de 24h para uma confirmação.

Crediário

Este é um formato bastante usado nos últimos anos porque ele pode tornar clientes fiéis. Saiba mais sobre o assunto no artigo:

O Crediário é muito utilizado em cidades menores ou estabelecimentos de bairros, sendo muitas vezes uma simples ficha, que retrata as despesas de seu cliente com a loja. Nele são lançados os recibos e fica a critério do lojista negociar com o cliente prazos, pagamentos e taxas por esse serviço.

Outro fator que deve ser considerado nesse meio de pagamento é que é preciso ter um limite de crédito para caso o cliente tenha uma despesa atrasada, não seja permitido que novas compras sejam feitas em seu nome, evitando que a conta aumente e o lojista fique no prejuízo.

Link de pagamento

Caso você também trabalhe com lojas on-line este é um bom formato a ser considerado. Quando o cliente escolher o produto ele poderá negociar o valor e a forma de entrega por mensagem e realizar o pagamento da mesma forma. 

Com o valor e o método de envio definidos, você gera um link com o valor do pedido e envia para o cliente por e-mail, WhatsApp ou mensagem nas redes sociais.

Ao receber o link, ele pode escolher finalizar o pedido através do boleto bancário ou no cartão de crédito, por exemplo. 

Se adapte conforme seu cliente!

Se o seu público gosta de usar o cartão de crédito e o smartphone para pagar suas compras, você precisa se adequar a essas necessidades e oferecer o máximo de conveniência possível ou ele pode acabar procurando o concorrente. 

Se seu público é majoritariamente jovem e está atento ao que há de novo, como é o caso do PIX, busque utilizar o método para garantir suas vendas e também a fidelização.

Não basta ter bons preços, um produto ou serviço excelente e um atendimento de qualidade: é preciso diversificar as formas de pagamento para atrair clientes e aumentar suas vendas.

Leia também o artigo:

Conclusão

Boa parte dos comerciantes já entendeu que a maquininha de cartão é indispensável para garantir as vendas.

A prioridade dos pagamentos online é a segurança, por isso é tão importante que você ofereça várias opções ao consumidor e invista em um site seguro. A tecnologia pode ser extremamente benéfica no varejo nesse sentido!

Como vimos, os meios de pagamento vêm se multiplicando e os consumidores querem que as empresas acompanhem o ritmo das mudanças, oferecendo cada vez mais opções para facilitar suas compras.

Independentemente se você tem um negócio físico ou online, terá que se adaptar a essa nova realidade e diversificar ao máximo as formas de pagamento aceitas, se quiser atingir um público mais amplo e alavancar suas vendas.

Quanto mais meios de pagamento você fornecer, melhor será seu grau de diferenciação frente a sua concorrência!

Quer saber mais sobre como a tecnologia pode ajudar o seu negócio? Então conheça as soluções do sistema de gestão da Limber para varejo

Conteúdos relacionados

5 problemas que causam furos financeiros...

quero ler

Simplifique processos na sua empresa com...

quero ler

Demanda e estoque: por que elas...

quero ler

Formulário de newsletter